Projetos e Atividades de Extensão

Análises de Identificação de Nematóides em Produtos de Origem Vegetal e Emissão de Laudos Fitossanitários
Coordenador: Prof. Dr. Evandro Henrique Schinor
Resumo: Nematóides fitoparasitos são microrganismos habitantes do solo que invadem as raízes, tubérculos, bulbos e até a parte aérea de plantas, causando elevadas perdas na produção agrícola. O presente projeto tem por objetivo realizar análises nematológicas em produtos de origem vegetal, expedir laudos fitossanitários relativos à incidência de nematoides fitoparasitos e prestrar assessoria para produtores de mudas de citros, café e seringueira, produtores em geral, pesquisadores, extensionistas, alunos e interessados em geral. Para isso, o processamento das amostras será realizados seguindo os métodos de Coolen & D’Herde (1972) e de Jenkins (1964).
Período de realização: 17/01/2018 à 16/01/2021
Público-alvo: Produtores rurais, viveiristas, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação.
Contato: ehschinor@ufscar.br
Análise e monitoramento de bioprocessos
Coordenador: Prof. Dr. Reinaldo Gaspar Bastos
Resumo: A proposta visa facilitar o contato com outros grupos de pesquisa e a prestação serviços de análises e monitoramento de bioprocessos, ou seja, atividades que envolvam materiais biológicos e/ou determinação de biomoléculas. Tal proposta terá o aspecto acadêmico importante na medida que envolverá alunos da graduação e dos programas de pós-graduação do CCA/UFSCar, além do gerenciamento de recursos financeiros que poderão ser alocados para o laboratório onde também ocorrem diversas atividades de ensino (aulas práticas) e pesquisa.
Período de realização: 13/07/2017 à 10/12/2021
Público-alvo: Pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, bolsistas, estagiários, empresas públicas e privadas, os quais necessitem de análises de amostras obtidas ou a serem utilizadas em bioprocessos.
Contato: reinaldo.bastos@ufscar.br
Análise Microbiológica de Solo, Produtos e Processos Agrícolas e Industriais
Coordenador: Profa. Dra. Sandra Regina Ceccato Antonini e Profa. Dra. Márcia Maria Rosa Magri
Resumo: Realizar análise microbiológica de solo, produtos, processos e insumos agrícolas e industriais, com vistas ao controle de qualidade, detecção de microrganismos contaminantes/predominantes/patogênicos, avaliação da biodiversidade microbiana, objetivando redução de custos e promovendo maior interação com o meio produtor (industrial e rural).
Período de realização: 23/08/2018 à 31/12/2020
Público-alvo: Empresas, produtores rurais e pessoas físicas interessadas em análises microbiológicas
Contato: antonini@ufscar.br ou mrciarosa@yahoo.com.br
Biologia e diversidade de patógenos transmitidos por vetores em citros e outros hospedeiros
Coordenador: Prof. Dr. Helvecio Della Coletta Filho
Resumo: A proposta visa estudar a biologia de patógenos transmitidos por vetores em citros e outros hospedeiros, bem como estratégias de mitigar os efeitos das interações onde o patógeno teve o estabelecimento bem-sucedido no hospedeiro. Também, estudos da diversidade genética destes patógenos vêm dar apoio as estratégias de mitigação no sentido de definir rotas migratórias, assim como monitorar a evolução temporal de estruturas de populações e inferir sobre possíveis fatores ambientais que possam estar atuando na dinâmica destas populações.
Período de realização: 13/03/2017 à 10/03/2022
Público-alvo: Pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação, bolsistas, estagiários, empresas públicas e privadas
Contato: hdcoletta@ccsm.br
Cultivo em sistema de recirculação com água salinizada artificialmente
Coordenador: Prof. Dr. Reinaldo Gaspar Bastos
Resumo: A aquicultura é a atividade do setor de produção animal com maior taxa de crescimento anual no mundo (> 8%), sendo que a maricultura possui grande importância comercial com espécies de alto valor de mercado. No Brasil a aquicultura apresentou crescimento de 123% entre 2005 e 2015, passando de 257 mil para 574 mil toneladas de pescado. Entretanto, o aumento da atividade aquícola tem despertado a atenção quanto aos riscos associados a esta atividade, sobretudo pelos danos ao meio ambiente. Os efluentes da aquicultura podem ser considerados como fontes pontuais de poluição e, frequentemente, possuem mais sólidos em suspensão, materiais orgânicos e nutrientes do que as águas superficiais naturais onde são despejados. Restos de alimento não consumido e os produtos da excreção dos peixes são os principais precursores destes poluentes. Sistemas de recirculação na aquicultura (RAS) têm demonstrado ser uma excelente alternativa, diminuindo significativamente os impactos além de consistentemente representar uma forma de uso racional da água, aproximando a atividade aos princípios da sustentabilidade. Além disso, com a tecnologia RAS, os cultivos marinhos têm a possibilidade de se distanciar da linha de costa, levando a produção ao mercado consumidor dos grandes centros.
Período de realização: 16/10/2019 à 16/10/2020
Público-alvo: Empresas relacionadas ao tema
Contato: reinaldo.bastos@ufscar.br
Desenvolvimento de novas cultivares de hortaliças de folhas e inflorescências
Coordenador: Prof. Dr. Fernando Cesar Sala
Resumo: As hortaliças são espécies de plantas muito utilizadas para alimentação do ser humano, sendo elas classificadas quanto a estrutura de consumo/comercialização. O Programa de Melhoramento Genético de Hortaliças da UFSCar vêm desenvolvendo pesquisas com hortaliças de folhas (alface), frutos (pimentão e abóbora), brócolis entre outras. Estima-se que o mercado nacional do setor de sementes de hortaliças seja de aproximadamente R$ 500 milhões/ano. Desenvolver cultivares e híbridos inovadoras de hortaliças dentro destas tipologias de pesquisa já desenvolvidas na UFSCar será de grande importância para o mercado nacional. O objetivo deste projeto de pesquisa visa desenvolver e disponibilizar ao mercado brasileiro novas cultivares de alface e híbridos de abóbora tetsukabuto, pimentão e brócolis do tipo ramoso. O método de melhoramento para obtenção das linhagens e cultivares será através do genealógico (pedegree) e populacional, seguindo a metodologia para cada método. Após a seleção das linhagens, teste de progênies (para alface) e combinação para produção de híbridos através de um dialelo serão adotados para pimentão, abóbora e brócolis. Ensaios varietais em condições de campo em diferentes regiões e épocas de cultivo deverão ser adotados. Híbridos e cultivares comerciais serão utilizadas com testemunhas referenciais para comparativo e aceitação no mercado. os materiais superiores (mérito hortícola) serão eleitos com novas cultivares e híbridos. Os materiais desenvolvidos serão registrados e protegidos junto ao Ministério da Agricultura em nome da UFSCar e Empresa Parceira (Feltrin Sementes) com co-titularidade e pagamento de royalties referente a comercialização das sementes.
Período de realização: 01/10/2019 à 30/09/2021
Público-alvo: Empresa do setor de sementes, alunos do curso de Eng. Agronômica, Biotecnologia e Agroecologia. Eng. Agrônomos, Técnicos Agrícolas, Produtores Rurais e consumidores.
Contato: fcsala@ufscar.br
Desenvolvimento de técnicas e serviços em agricultura e fruticultura para produtores da região de Araras
Coordenador: Prof. Dr. Evandro Henrique Schinor
Resumo: Constantemente são lançados novos insumos e novas técnicas para uso na exploração agrícola. Diante das novas alternativas, principalmente os pequenos agricultores e fruticultores necessitam de um amparo de instituições oficiais, que, por meio de experimentação agronômica, avaliam os novos produtos e técnicas. Só após a análise dos resultados é que as novas técnicas e os produtos, quando vantajosos, devem ser recomendados para utilização. É uma atividade conjunta com outras instituições de pesquisa, grupos de agricultores e fruticultores e empresas privadas produtoras de insumos agrícolas, evolvendo os alunos de graduação em Engenharia Agronômica membros do GEPAGRI, que objetiva gerar e avaliar tecnologias e produtos para os agricultores da região de Araras.
Período de realização: 01/08/2018 à 30/07/2021
Público-alvo: Produtores rurais, viveiristas, pesquisadores, alunos de graduação e pós-graduação
Contato: ehschinor@ufscar.br
Diagnose e Controle de Doenças de plantas
Coordenador: Prof. Dr. Alfredo Seiiti Urashima
Resumo: Oferecer assistência em identificação e controle de doenças de plantas aos pequenos produtores da região de Araras. Treinamento dos alunos interessados em fitopatologia a um aprimoramento prático na solução dos problemas enfrentados pelos pequenos produtores. Incentivar alunos a pesquisar e tentar solucionar os problemas encontrados nos contatos com os produtores.
Período de realização: 02/07/2020 à 01/06/2021
Público-alvo: Pequenos agricultores da região e alunos interessados na área de fitopatologia
Contato: alfredo.urashima@ufscar.br
Disponibilidade de linhagens de alface para ensaios e melhoramento genético na Holanda
Coordenador: Prof. Dr. Fernando Cesar Sala
Resumo: Alface é a principal hortaliça folhosa do mundo. O Programa de Melhoramento Genético de alface na UFSCar possui milhares de linhagens avançadas pertencentes a todos os segmentos varietais (mimosa, crespa, lisa, americana, frizze, romana e batávia). Essas linhagens são amplamente testadas e validades nas condições brasileiras de cultivo. Contudo, a maioria dessas linhagens não apresentam características agronômicas desejáveis para o mercado brasileiro, mas com enorme potencial para o mercado de outros países. Assim sendo, linhagens que não apresentam potencial para o mercado brasileira poderiam ser explorados para mercados fora do Brasil, dando mais visibilidade e destaque internacional ao melhoramento desta hortaliça folhosa pela UFSCar. A multiplicação e avanço das linhagens será pelo método genealógico (plantas individuais).
Período de realização: 26/09/2018 à 25/09/2020
Público-alvo: Engenheiros Agrônomos, produtores rurais, empresas do setor de sementes, estudantes de Engenharia Agronômica e Agroecologia
Contato: fcsala@ufscar.br
Exame Diagnóstico de Doenças de Cana-de-Açúcar
Coordenador: Prof. Dr. Alfredo Seiiti Urashima
Resumo: O projeto tem três objetivos principais: a) Produtores rurais. O projeto visa atender a produtores de cana-de-açúcar no que tange a serviço diagnóstico para raquitismo-da-soqueira, uma das principais doenças da cultura, cujo principal controle é a identificação de toletes sadios; b) Ensino. Treinamento de alunos em aula prática de fitopatologia bem como doenças das plantas cultivadas, duas cadeiras cujo responsável é o coordenador do projeto, na identificação de doenças por técnicas serologicas e moleculares; c) Pesquisa. Este projeto tem dado oportunidade para estagiários de agronomia e biologia, que tem acompanhado os trabalhos de diagnose da doença bem como oportunidade aos estagiários de conduzirem trabalho de pesquisa e apresentação dos resultados em congressos científicos da área bem publicação em revistas especializadas.
Período de realização: 16/07/2020 à 15/07/2021
Público-alvo: Produtores de cana-de-açúcar e empresários rurais
Contato: alfredo.urashima@ufscar.br
Exame Diagnóstico para Doenças Cítricas
Coordenador: Prof. Dr. Alfredo Seiiti Urashima
Resumo: Oferecer aos produtores de mudas cítricas, os serviços do Laboratório de Genética Molecular da UFSCar para exames diagnósticos de sanidade para Clorose Variegada dos Citros e Gomose. Essas duas doenças são disseminadas através de mudas contaminadas e o laudo de sanidade é uma exigência estadual para comercialização de mudas em São Paulo.
Período de realização: 01/08/2020 à 31/07/2021
Público-alvo: Produtores de mudas cítricas e Empresários Rurais
Contato: alfredo.urashima@ufscar.br
Micropropagação de goiabeiras e abacateiros visando a obtenção de porta enxertos resistentes a pragas e doenças
Coordenador: Prof. Dr. Jean Carlos Cardoso
Resumo: A microenxertia consiste numa técnica de propagação na qual se usa o enxerto de uma espécie ou variedade comercial sobre porta enxertos (cavalo) mais resistentes a doenças de solo ou fatores abióticos. O procedimento é realizado em condições in vitro, no qual tecidos jovens recém-germinados são usados como fonte de material vegetal. Esse processo visa maior taxa de sucesso da enxertia, especialmente naquelas espécies em que há dificuldade pelo método da enxertia convencional. Esse é o caso da goiabeira e do araça, no qual o araçá é uma espécie resistente ao nematóide Meloidogyne enterolobii, e do qual a microenxertia pode contribuir para o manejo desse nematóide.
Período de realização: 01/02/2020 à 01/02/2022
Público-alvo: Professores, estudantes de graduação e pós-graduação, produtores rurais, empresas de mudas de frutíferas
Contato: jeancardtctv@gmail.com
Produção de mudas micropropagadas de plantas
Coordenador: Prof. Dr. Jean Carlos Cardoso
Resumo: A produção de mudas micropropagadas tem como vantagens a produção de grande quantidade de mudas com alta qualidade genética e fitossanitária. O objetivo do projeto é a produção e comercialização de mudas de plantas ornamentais como orquídeas, e frutíferas, como banana e abacaxi, porém não limitadas a essas. No caso de orquídeas, poderão ser produzidas mudas provenientes de sementes e por meio de clonagem in vitro, e no caso das frutíferas somente plantas provenientes de clonagem in vitro. O projeto, dentro de sua justificativa, visa a produção de mudas de alta qualidade consorciado ao treinamento de estudantes na produção de mudas in vitro, bem como o desenvolvimento e disseminação de novas tecnologias.
Período de realização: 11/02/2018 à 01/02/2021
Público-alvo: Produtores rurais de flores e frutíferas, estudantes de graduação, profissionais do setor de mudas, entre outros
Contato: jeancardtctv@gmail.com
Produção de híbridos de pimentão para diferentes segmentos do mercado
Coordenador: Prof. Dr. Fernando Cesar Sala
Resumo: Pimentão (Capsicum annumm L.) é uma das principais hortaliças consumidas no mundo. No Brasil, estima-se que 97% de todas cultivares utilizadas pelo produtor são híbridos. O principal mercado é para o pimentão do tipo lamuyo, contudo, outros tipos apresentam importância crescente como o tipo bloky, retangular e o mini, sendo estes cultivado em ambiente protegido. Desenvolver novos híbridos para o mercado nacional desta espécie é importante para o mercado sementeiro e do consumidor. As linhagens do programa de melhoramento de pimentão da UFSCar serão utilizados para a produção de híbridos simples, adotando o sistema de cruzamento em dialelo. Após, os mesmos serão avaliados para as características agronômicas. O(s) melhor(es) híbrido(s) será(ão) utilizado(s) para lançamento no mercado nacional.
Período de realização: 26/05/2019 à 26/05/2021
Público-alvo: Empresas de sementes, produtores rurais, produtores de mudas, mercado consumidor, revendas e técnicos do setor
Contato: fcsala@ufscar.br
Quenturinha: cultivar de pimenta com doce pungência
Coordenador: Prof. Dr. Fernando Cesar Sala
Resumo: Pimentas do gênero Capsicum é um dos condimentos mais consumidos no mundo. No Brasil, a primenta 'Biquinho' é uma das mais utilizadas pela sua versatilidade e sabor mais suave (baixa pungência). Há o predomínio de cultivares de polinização aberta e não híbridos como nos demais países da Europa, Ásia e América do Norte. Desenvolver cultivares híbridas de pimenta do tipo 'Biquinho' com diferentes teores de pungência (capsicina) nos frutos seria uma boa forma de explorar este mercado para os amantes da pimenta no Brasil. O objetivo deste projeto é desenvolver novas cultivares híbridas de pimenta com diferentes graus de pungência (sabor mai suaves suave ou pela nossa definição como uma Quenturinha). Linhagens de C. chinense serão utilizadas nos cruzamentos para produção dos híbridos e testes em condições de campo para características agronômicas e para teor de pungência serão realizados. Visa obtenção de híbridos com características agronômicas superiores a do mercado nacional, bem como o diferencial nos teores de pungência
Período de realização: 22/04/2019 à 22/04/2021
Público-alvo: Pesquisadores, alunos, empresas do setor de sementes, consumidores, produtores rurais, empresários de agroindústria de processamento de molhos e conversas
Contato: fcsala@ufscar.br
Técnicas biotecnológicas visando a micropropagação de orquídeas Vanda Pachara Delight e  poliploidização de Potinara Free Spirit
Coordenador: Prof. Dr. Jean Carlos Cardoso
Resumo: O objetivo desse trabalho será o de desenvolver protocolos visando a clonagem de orquídeas do gênero Vanda, um gênero de grande importância comercial na produção de flores, utilizando técnicas de micropropagação in vitro, e aplicar técnicas de poliploidização visando a obtenção de plantas autotetraplóides do híbrido Potinara Free Spirit. O projeto será realizado em parceria com a empresa Steltenpool, localizada em Campos de Holambra e visa fortalecer o conhecimento tecnológico dessa empresa, similar aos demais projetos já desenvolvidos com essa parceria. Além disso, serão envolvidos estudantes de graduação e pós graduação da UFSCar.
Período de realização: 01/04/2020 à 01/04/2022
Público-alvo: Empresa, alunos de graduação e pós-graduação, produtores de flores
Contato: jeancardtctv@gmail.com